GAECO PRENDE QUATRO POR SUSPEITA DE FRAUDE EM LICITAÇÕES NO PARANÁ

0

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu quatro pessoas por suspeita de fraude em licitações para o conserto de carros oficiais do Governo do Paraná. Os mandados foram cumpridos em Londrina, Bandeirantes e Cambé, no norte do Paraná, e em Curitiba.

(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que cinco pessoas tinham sido presas. Na verdade, quatro suspeitos foram presos. O erro foi corrigido às 8h58.)

Entre os presos está Luiz Abi, primo do governador Beto Richa (PSDB), suspeito de participação no superfaturamento e desvio de recursos licitações no Departamento de Transporte Oficial (Deto) do Governo do Estado. Ele foi detido em Curitiba e, às 20h45 desta segunda-feira, era levado para a Delegacia do Gaeco em Londrina.

O G1 não localizou o advogado de Abi até a publicação desta reportagem. O parentesco dele com o governador é confirmado no site do PSDB. O governo estadual, no entanto, nega a informação e afirma que ele é apenas um parente distante.

Em relação às licitações fraudulentas no Deto, o governo diz que as desconhece e que ainda não tem conhecimento da investigação. Por isso, não se manifestará a respeito.

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect
%d blogueiros gostam disto: